ENTREVISTA COM SÔNIA LOPES

Terapeuta é o profissional que aplica técnicas reconhecidas visando o restabelecimento da saúde e qualidade de vida de uma pessoa,

legalmente permitida através de leis mencionadas nos âmbitos constitucionais e civis no país a que pertence. No Brasil é uma forma

de profissão garantida por lei constitucional através do artigo 5º da Constituição Brasileira, e da CBO (Classificação Brasileira de

Ocupações) fornecida pelo Ministério do Trabalho para detalhar as ocupações e funções de um profissional da área.

Sonia Lopes é terapeuta corporal reichiana, massoterapeuta e terapeuta floral de Bach

Assunto: Por que sou uma terapeuta reichiana?

I..S.E. - O que é ser um terapeuta reichiano?

Sonia Lopes: Ser um profissional em terapia reichiana implica em se ter uma visão abrangente em relação ao seu paciente. Observar a pessoa como um todo, a forma

com que fala, o tom da voz, da pele, a expressão do olhar, do corpo, a postura diante de si e da vida...Ser terapeuta corporal reichiano é perceber-se no mesmo

campo de energia que seu paciente e sentindo a sua angústia, ajudá-lo a resgatar sua essência, sua espontaneidade perdida ao longo de uma vida de repressões e

frustrações. Enfim, ser um terapeuta reichiano é muito gratificante e desgastante ao mesmo tempo, mas sem sombra de dúvida é um trabalho enriquecedor para o

terapeuta e para o paciente que se dispõe a concretizar seu tratamento. É um aprendizado para ambas as partes

I.S.E. - Como você resolveu ser terapeuta? Sonia Lopes: Quando estava com 30 anos estava insatisfeita com o desenrolar da minha vida profissional, não sentia prazer com o meu ofício, e como era paciente de terapia reichiana há cerca de 3 anos, percebia cada vez mais a necessidade de buscar felicidade em todos os setores de minha vida. Foi quando me ocorreu fazer um teste para ingressar em um curso de formação na área reichiana no R.J., o que a princípio foi uma tentativa de buscar algo que me despertasse novas sensações, ao passar dos anos (a formação foi de 5 anos) se confirmou em uma grata realização, foi o verdadeiro encontro com a minha vocação, foi e é. Comecei a atender como orgonoterapeuta em janeiro de 1994 e nunca mais parei. I.S.E. - Qual o processo para se formar um terapeuta reichiano? Sonia Lopes: Acredito que o processo de se formar um terapeuta reichiano se inicia com a própria terapia pessoal. Há que se fazer muita terapia reichiana, para se estruturar, ao menos em parte, emocionalmente. É complicado, por exemplo, um terapeuta reichiano trabalhar a autencidade do paciente, se ele mesmo nunca deixou de ser muito social e pragmático. O ideal, ao se iniciar um processo de formação é já estar com um mesmo terapeuta há um bom tempo a partir daí é procurar em sua cidade quais os cursos oferecidos para formar profissionais em terapia reichiana (orgonomia). Os cursos em geral duram de 3 a 5 anos. Atualmente muitos exigem estar em curso na faculdade de psicologia.Além de toda técnica e teoria apreendida e aprendida na formação é vital ao profissional dessa área ter uma boa capacidade de entrega, disponibilidade, sensibilidade. É poder sentir a dor do ouitro sem se confundir com a sua própria dor. I.S.E. - Qual o tipo de clientela que você atende? Quais os prognósticos mais favoráveis? Sonia Lopes: Atendo adolescentes, adultos, idosos, casais e acompanhamento específico para gestantes.Quanto ao prognóstico para cada tipo de cliente, posso dizer que na adolescência os resultados acontecem mais rápido, pois a defesas dessa faixa etária ainda não estão cronificadas, pelo contrário é o momento em que os conflitos não resolvidos na infância, inconscientes ou conscientemete vem a tona e assim suas couraças não estão totalmente formadas.Agora, há excessões, existem pessoas tão dispostas a mudar, a se deixar trabalhar que independente de idade tem um bom prognóstico na resolução dos conflitos emocionais. Já atendi pessoas na faixa de 70 anos que descobriram em si uma nova e mais saudável forma de caminhar.O atendimento com gestante é muito especial, é o acompanhar o crescimento e desenvolvimento de uma mãe, com todas as suas inseguranças, medo, alegria, ansiedade e ajudá-la a organizar todas essas emoções de modo a melhorar sua qualidade de vida nesse momento tão rico e especial na vida de uma mulher. I.S.E. - A terapia reichiana tem trazido resultados? Sonia Lopes: Sim, sempre tem resultados, na maioria das vezes sempre tem bons resultados, mas isso vai depender não só do terapeuta, mas também do paciente. Um paciente que investe, que não falta, que valoriza aquele momento tem grandes chances de um resultado satisfatório. Por outro lado também o terapeuta, tem que estar preparado, atento e aberto para perceber todas a nuances que o ser humano apresenta. Todo ser humano é único, é um universo de sentimentos e realidades diferentes. A relação entre terapeuta e paciente é crucial para o bom desenvolvimento do trabalho clínico. I.S.E. - Como escolher um terapeuta? Sonia Lopes: O ideal é a pessoa ter uma indicação pessoal, ou seja um amigo e/ou parente lhe indicar um terapeuta da área reichiana, se isso não foi viável procurar em sua cidade uma clínica onde se trabalha com esse tipo de terapia e, há também a possibilidade de se encontrar um profissional através de propaganda, palestras, cursos etc.Entretanto, o mais importante é que nas primeiras consultas o paciente se sinta acolhido e compreendido, que sinta empatia pelo terapeuta. Se isso ocorrer, temos aí um bom começo. I.S.E. - O que você aconselha a quem quer ser terapeuta? Sonia Lopes: Estudar muito, fazer terapia por no mínimo 5 anos (de um modo geral). Se atualizar sempre, ter disponibilidade de tempo, ser paciente, verdadeiro, perceverante e estar emocionalmente preparado para trabalhar com o potencial energético de cada paciente, sabendo que a partir daí se possibilita a liberação de emoções contidas. Precisa-se sempre ter em mente a busca do equilíbrio, a busca do prazer, a busca de um ser humano mais saudável em um contato genuíno com si e com o mundo. e-mail: smarialg@gmail.com

ENTREVISTA COM SÔNIA LOPES

Terapeuta é o profissional que aplica técnicas reconhecidas visando o

restabelecimento da saúde e qualidade de vida de uma pessoa,

legalmente permitida através de leis mencionadas nos âmbitos

constitucionais e civis no país a que pertence. No Brasil é uma forma

de profissão garantida por lei constitucional através do artigo 5º da

Constituição Brasileira, e da CBO (Classificação Brasileira de

Ocupações) fornecida pelo Ministério do Trabalho para detalhar as

ocupações e funções de um profissional da área.

Sonia Lopes é terapeuta corporal reichiana, massoterapeuta e

terapeuta floral de Bach

Assunto: Por que sou uma terapeuta reichiana?

I..S.E. - O que é ser um terapeuta reichiano?

Sonia Lopes: Ser um profissional em terapia reichiana implica em se

ter uma visão abrangente em relação ao seu paciente. Observar a

pessoa como um todo, a forma com que fala, o tom da voz, da pele, a

expressão do olhar, do corpo, a postura diante de si e da vida...Ser

terapeuta corporal reichiano é perceber-se no mesmo campo de

energia que seu paciente e sentindo a sua angústia, ajudá-lo a resgatar

sua essência, sua espontaneidade perdida ao longo de uma vida de

repressões e frustrações. Enfim, ser um terapeuta reichiano é muito

gratificante e desgastante ao mesmo tempo, mas sem sombra de

dúvida é um trabalho enriquecedor para o terapeuta e para o paciente

que se dispõe a concretizar seu tratamento. É um aprendizado para

ambas as partes

I.S.E. - Como você resolveu ser terapeuta? Sonia Lopes: Quando estava com 30 anos estava insatisfeita com o desenrolar da minha vida profissional, não sentia prazer com o meu ofício, e como era paciente de terapia reichiana há cerca de 3 anos, percebia cada vez mais a necessidade de buscar felicidade em todos os setores de minha vida. Foi quando me ocorreu fazer um teste para ingressar em um curso de formação na área reichiana no R.J., o que a princípio foi uma tentativa de buscar algo que me despertasse novas sensações, ao passar dos anos (a formação foi de 5 anos) se confirmou em uma grata realização, foi o verdadeiro encontro com a minha vocação, foi e é. Comecei a atender como orgonoterapeuta em janeiro de 1994 e nunca mais parei. I.S.E. - Qual o processo para se formar um terapeuta reichiano? Sonia Lopes: Acredito que o processo de se formar um terapeuta reichiano se inicia com a própria terapia pessoal. Há que se fazer muita terapia reichiana, para se estruturar, ao menos em parte, emocionalmente. É complicado, por exemplo, um terapeuta reichiano trabalhar a autencidade do paciente, se ele mesmo nunca deixou de ser muito social e pragmático. O ideal, ao se iniciar um processo de formação é já estar com um mesmo terapeuta há um bom tempo a partir daí é procurar em sua cidade quais os cursos oferecidos para formar profissionais em terapia reichiana (orgonomia). Os cursos em geral duram de 3 a 5 anos. Atualmente muitos exigem estar em curso na faculdade de psicologia.Além de toda técnica e teoria apreendida e aprendida na formação é vital ao profissional dessa área ter uma boa capacidade de entrega, disponibilidade, sensibilidade. É poder sentir a dor do ouitro sem se confundir com a sua própria dor. I.S.E. - Qual o tipo de clientela que você atende? Quais os prognósticos mais favoráveis? Sonia Lopes: Atendo adolescentes, adultos, idosos, casais e acompanhamento específico para gestantes.Quanto ao prognóstico para cada tipo de cliente, posso dizer que na adolescência os resultados acontecem mais rápido, pois a defesas dessa faixa etária ainda não estão cronificadas, pelo contrário é o momento em que os conflitos não resolvidos na infância, inconscientes ou conscientemete vem a tona e assim suas couraças não estão totalmente formadas.Agora, há excessões, existem pessoas tão dispostas a mudar, a se deixar trabalhar que independente de idade tem um bom prognóstico na resolução dos conflitos emocionais. Já atendi pessoas na faixa de 70 anos que descobriram em si uma nova e mais saudável forma de caminhar.O atendimento com gestante é muito especial, é o acompanhar o crescimento e desenvolvimento de uma mãe, com todas as suas inseguranças, medo, alegria, ansiedade e ajudá-la a organizar todas essas emoções de modo a melhorar sua qualidade de vida nesse momento tão rico e especial na vida de uma mulher. I.S.E. - A terapia reichiana tem trazido resultados? Sonia Lopes: Sim, sempre tem resultados, na maioria das vezes sempre tem bons resultados, mas isso vai depender não só do terapeuta, mas também do paciente. Um paciente que investe, que não falta, que valoriza aquele momento tem grandes chances de um resultado satisfatório. Por outro lado também o terapeuta, tem que estar preparado, atento e aberto para perceber todas a nuances que o ser humano apresenta. Todo ser humano é único, é um universo de sentimentos e realidades diferentes. A relação entre terapeuta e paciente é crucial para o bom desenvolvimento do trabalho clínico. I.S.E. - Como escolher um terapeuta? Sonia Lopes: O ideal é a pessoa ter uma indicação pessoal, ou seja um amigo e/ou parente lhe indicar um terapeuta da área reichiana, se isso não foi viável procurar em sua cidade uma clínica onde se trabalha com esse tipo de terapia e, há também a possibilidade de se encontrar um profissional através de propaganda, palestras, cursos etc.Entretanto, o mais importante é que nas primeiras consultas o paciente se sinta acolhido e compreendido, que sinta empatia pelo terapeuta. Se isso ocorrer, temos aí um bom começo. I.S.E. - O que você aconselha a quem quer ser terapeuta? Sonia Lopes: Estudar muito, fazer terapia por no mínimo 5 anos (de um modo geral). Se atualizar sempre, ter disponibilidade de tempo, ser paciente, verdadeiro, perceverante e estar emocionalmente preparado para trabalhar com o potencial energético de cada paciente, sabendo que a partir daí se possibilita a liberação de emoções contidas. Precisa- se sempre ter em mente a busca do equilíbrio, a busca do prazer, a busca de um ser humano mais saudável em um contato genuíno com si e com o mundo. e-mail: smarialg@gmail.com
Informativo Saúde Emocional